Sexo com preservativo ou verrugas genitais: quer tentar a sorte?

EroticFeel 07/04/2020

Sim, estamos em 2020, e sim, ainda faz sentido escrever sobre sexo com preservativo, ou a necessidade de usar um, ou o facto de o número de doenças sexualmente transmissíveis ter aumentado e o uso do preservativo ter diminuído. “Não dá para sentir nada”, “quebra o clima” ou “não cabe” são alguns dos mantras mais repetidos depois de 'OM'. A proliferação de artigos como "Os erros mais comuns no uso do preservativo", "Como desfrutar do sexo com preservativo" ou "Quando colocar o preservativo", apontam para o facto das campanhas de sensibilização mal terem penetrado numa população sem medo de verrugas genitais.

Pode ter a certeza de que, por mais que usar preservativo o deixe desconfortável, apanhar gonorreia é bem pior. E sim, você tem um parceiro estável e vão passar o resto da vida juntos até derreterem como queijo da pizza, mas de acordo com as estatísticas mais de 30% das pessoas confessaram ter sido infiéis (sem contar aqueles que não o confessaram, claro). E asseguramos-lhe que, se já não tem piada descobrir que tem uns cornos que nem o pai do Bambi, averiguar isso através de uma herpes genital não é para bater palmas de pé.

Pode-se desfrutar do sexo com preservativo?

Repetimos, estamos no ano 2020 e já não é preciso atar ao pénis uma capa de linho ou um intestino de ovelha como na Idade Média. A indústria avança e as ofertas são infinitas. Extrafinos, texturizados, com sabores, com lubrificante estimulante incorporado para aumentar a intensidade do orgasmo ou prolongar o encontro, adequados para pessoas com alergias ao látex e, naturalmente, de todos os tamanhos. Nunca mais se deixe enganar por aquilo de que “fica muito apertado”.

O preservativo não é apenas o método contraceptivo mais eficaz, é também o único que nos protege contra a propagação de doenças. Segundo a Organização Mundial da Saúde, um milhão de novos casos de infecção sexual são detectados todos os dias. Uma em cada 25 pessoas entre os 15 e 49 anos de idade no mundo inteiro transporta gonorreia, sífilis, clamídia ou tricomoníase, as quatro condições mais comuns. Uma outra notícia, muitas delas são atraentes, bem vestidas e completamente assintomáticas (sem caudas de rato ou pústulas no rosto, ver para crer). Portanto, esqueça o preconceito, porque qualquer pessoa o pode contagiar.

Recomendamos incorporar a colocação do preservativo nos seus preliminares, não como uma obrigação incómoda, mas como mais um passo a ser dado. Outra boa ideia é tê-los sempre à mão, levantar-se e procurar pela casa toda pode baixar a erecção mais poderosa.

Erros que podem comprometer a alta eficácia do preservativo

Como você sabe, a eficácia dos preservativos é de 98%; no entanto, há erros frequentes que podem aumentar a taxa de falhas de 2 para 18%.

Assustador, não acha? Bem, preste atenção porque a solução é simples. Os preservativos expiram e também ficam danificados sob certas condições, ou seja, evite usar aquele preservativo que tem na carteira desde que era adolescente e, se eu fosse você, também não apostaria a minha vida naquela que o seu amigo arranjou "por ai" às quatro da manhã.

Abri-lo com a boca? Nos filmes pode parecer muito sexy, mas é mais do que possível que você o rompa. E colocá-lo com a boca? Só se souber como fazê-lo, e não é assim tão simples; caso contrário, é melhor fazê-lo com as mãozinhas que Deus lhe deu. Reutilizá-lo? Faça favor! É verdade que a educação sexual tem uma qualidade questionável, mas há coisas... e coisas.

Nós amamos o sexo, defendemos a sua prática em todas as suas formas, faz parte da vida, mas infelizmente também as doenças. Por que não desfrutar do primeiro e evitar o segundo? Claro como a água.

Está a navegar na EroticFeel desde Estados Unidos e temos um site específico para esse país. A partir desta versão não realizamos envios para Estados Unidos, para isso deverá mudar de versão. Quer continuar a navegar na EroticFeel ou prefere mudar para o site de Estados Unidos?