Fleshlight

Agora que o mercado está cheio de brinquedos eróticos com formas abstractas que poderiam muito bem ser um objecto decorativo ou um acessório de cozinha, a Fleshlight continua a apostar pelas formas realistas, por recriações perfeitas da nossa anatomia. E o que quer que lhe digamos, sim, é mais erótico estimular-se com uma boca do que com um tentáculo ou uma nave espacial, mas tudo é uma questão de gostos.

Séculos depois, quando os arqueólogos procurarem as ruínas do que são agora as nossas cidades, surpreendidos desenterrarão objectos estranhos com o aspecto exterior de lanternas. De Nashville a Viana do Castelo e de Cracóvia a Olhão, estudiosos de culturas antigas descobrirão as mesmas peças enterradas ao lado de tamagotchis sem vida, biografias de José Castelo Branco e peças espalhadas de estantes da Ikea. No início podem pensar que a Terra sofreu um problema eléctrico generalizado e a humanidade teve de acumular lanternas... até olharem para dentro delas. Vaginas, ânus, bocas, reproduções traçadas como obras de arte gregas num material suave e agradável, tão semelhante à pele real que é difícil notar a diferença. Começarão a compreender que houve um tempo em que os orgasmos não eram obtidos através de uma aplicação no telemóvel ou de um chip no cérebro, mas sim através do toque, do acariciar, do lamber, do estimular as partes mais erógenas do corpo, e para isso foram criados sex toys que combinavam engenho e simplicidade. E se o último grito (literalmente) em termos de prazer feminino veio há apenas alguns anos com os fantásticos sugadores de clitóris, o masculino já estava um passo à frente desde que no final dos anos 90 a Fleshlight entrou no mercado . Hoje, mais de 15 milhões de masturbadores masculinos inundam o mundo trazendo êxtase a todos os tipos de homens com todos os gostos, masturbadores que ajudarão o futuro Indiana Jones a reconstruir a sexualidade nos nossos dias. E você, se quiser experimentar agora o que os seus descendentes irão ler nos livros de história, chega a tempo.

Na EroticFeel só temos o melhor e asseguramos-lhe que a Fleshlight é o melhor. Esqueça os preconceitos absurdos, estes brinquedos não prejudicam ninguém (a menos que os utilize como arma), pelo contrário. Oferecem-lhe uma alternativa mais confortável, agradável e infinitamente mais próxima de um encontro real do que a masturbação tradicional. Como todos os brinquedos, podem ser usados como um casal (lembre-se que é sempre excitante introduzir novos elementos) e foram concebidos tendo em mente todo o tipo de necessidades. Agora que o mercado está cheio de brinquedos eróticos com formas abstractas que poderiam muito bem ser um objecto decorativo ou um acessório de cozinha, a Fleshlight continua a apostar pelas formas realistas, por recriações perfeitas da nossa anatomia. E o que quer que lhe digamos, sim, é mais erótico estimular-se com uma boca do que com um tentáculo ou uma nave espacial, mas tudo é uma questão de gostos.

Como todas as boas invenções americanas, o Fleshlight original nasceu numa garagem. Parece que no final dos anos 90, Steve Shubin, um antigo membro da equipa SWAT do Departamento de Polícia de Los Angeles, e a sua esposa Kathy estavam à espera de gémeos. Como era uma gravidez de alto risco, os médicos recomendaram à mãe que mantivesse repouso absoluto e isso, naturalmente, não incluía actividades eróticas. O espírito empreendedor influenciou, mas não mais do que a falta de sexo, por isso este ex-polícia deu um passeio pelas sex shops da época e vendo que não havia nada do seu agrado, pôs-se a trabalhar. Assim nasceu o masturbador masculino mais bem sucedido de todos os tempos.

Hoje, a marca oferece um catálogo muito extenso no qual se destaca a colecção Fleshlight Girls, recriações de vaginas e ânus das mais famosas estrelas porno. Assim, actrizes de cinema adulto tão populares como Alexis Texas, Stoya, Riley Reid ou Madison Ivi, emprestaram-se à Fleshlight para reproduzir os seus genitais para o prazer dos seus fãs, que agora podem vê-las e tê-las ao mesmo tempo. Todos os masturbadores têm uma estrutura externa rígida em forma de lanterna que facilita a sua aderência e manuseamento, e com uma manga interior feita de SuperSkin, o material fetiche da empresa pela sua grande semelhança com o toque da pele humana. A sua utilização não pode ser mais simples, retire a tampa, aplique um pouco de lubrificante à base de água (o SuperSkin não suporta lubrificantes de silicone ou oleosos) e insira o pénis. O resto é consigo. Cada modelo tem uma textura interior diferente, concebida com base em formas geométricas, ranhuras e saliências para aumentar o prazer com cada nova carícia.

Se quiser ter a certeza de não estragar o seu Fleshlight com um lubrificante inadequado, a própria marca oferece-lhe loções especialmente formuladas para serem utilizadas com todos os seus masturbadores. Trata-se de lubrificantes à base de água que cuidam do material facilitando o deslizamento e aumentando as sensações de prazer. Pode escolher entre a loção neutra (Fleshlube Water), muito semelhante à lubrificação natural de uma vagina e com um toque sedoso e agradável, o lubrificante efeito calor (Fleshlube Fire), que aumenta a intensidade do orgasmo, e o lubrificante efeito frio (Fleshlube Ice), perfeito para as noites mais quentes. Livres de parabenos e gorduras, hipoalergénicos e dermatologicamente testados, os lubrificantes Fleshlight são adequados para as peles mais sensíveis e para uso diário. E o que fazer para que o seu masturbador lhe dure uma vida inteira? Os cuidados exigidos são mínimos: higiene adequada, sempre com água e o produto de limpeza específico da marca (Fleshlight Wash), evitando a utilização de sabões ou qualquer outro produto, e a aplicação de Fleshlight Renewing Powder, uma espécie de pó de talco que manterá o SuperSkin tão macio como no primeiro dia.

A Fleshlight já faz parte da História com letra maiúscula, aquela que transforma as coisas e muda os hábitos. Não fique de fora. O prazer espera.

Está a navegar na EroticFeel desde Estados Unidos e temos um site específico para esse país. A partir desta versão não realizamos envios para Estados Unidos, para isso deverá mudar de versão. Quer continuar a navegar na EroticFeel ou prefere mudar para o site de Estados Unidos?