EroticFeel

Deixe a um lado as repressões e os tabus, a masturbação é a fonte definitiva de prazer e bem-estar. Lançamos uma marca, uma marca tão viva como nós, irreverente, elegante, delicada, uma marca para você viver a sua sexualidade como lhe apetecer, para ser a pessoa que você quer ser, uma marca para encontrar e explorar o seu próprio erotismo e desfrutar do sexo como nunca antes tinha feito. Você merece!

Fonte inigualável de inspiração, percorre grandes obras e protagoniza grandes vidas. Pode nos levar ao sétimo céu e, no entanto, paradoxalmente, tem sido usado para subjugar, punir, penalizar e assustar culturas e sociedades inteiras que, ao longo dos séculos, abraçaram a ideia de que desfrutar do prazer mais natural, simples e puro era algo sujo, pecaminoso ou imoral. Mas porquê? Figuras internacionais como Madonna ("O sexo só é sujo quando você não se lava") ou o grande comediante americano George Carlin ("Se Deus tivesse querido nos impedir de nos masturbar, ele teria nos dado braços mais curtos") discordaram com aquela visão. E nós discordamos também! No passado, as leis religiosas proibiam a prática do sexo em certos momentos, havia certas posições que eram consideradas mais pecaminosas do que outras e o sexo tinha de ser feito o mais vestido possível.Para a maioria dos casais, portanto, a relação foi reduzida a um coito muito rápido e completamente indiferente à satisfação da mulher.

As mulheres (para variar...) sempre foram as maiores vítimas da ética e da moralidade sexual. Histéricas, ninfomaníacas, loucas, frígidas ou prostitutas. Grandes homens iluminados (parece impossível) disseram coisas tão fantásticas como: "uma mulher que chega ao orgasmo através da estimulação clitoridiana é imatura e pueril", ou "a leitura drena os ovários e torna o útero inútil". O que há de tão controverso no sexo? O que há de errado com um corpo que se contrai, geme e se move ao ritmo de um prazer que sai das profundezas do nosso ser? Nem acne, nem cegueira, nem perda de sensibilidade, nem mãos peludas, nem alopecia, dizemos-lhe nós, que somos absolutamente empíricos. E mesmo que isto não tenha sido totalmente provado, temos quase a certeza de que não vai arder no fogo do inferno.

Como concordamos com Bataille que a diferença entre nossos instintos sexuais e os dos animais é o erotismo, em EroticFeel estamos permeados com a jovem Lulú, protagonista do romance "As idades de Lulu", da escritora espanhola Almudena Grandes, da amante adolescente em quem Margherite Duras se transformou, do Marquês de Sade, dos Trópicos de Henry Miller, das cartas de luxúria desenfreada que Joyce dedicou à sua amada, do olhar que a doce Marilyn dedicou à câmara. Deixe a um lado as repressões e os tabus, a masturbação é a fonte definitiva de prazer e bem-estar.

"Cair sobre a espuma", esse era o nome em código para o prazer auto-induzido usado pela maravilhosa Siri Hustvedt no seu romance Memórias do Futuro... (desculpe-nos, Siri, pela tradução não-oficial), talvez porque Afrodite, literalmente "nascida da espuma", é a deusa indiscutível do erotismo e da luxúria. Para a escritora americana, que também é especialista em psicologia e neurociência, sexo, prazer, fantasias e masturbação são parte integrante da vida e da literatura.

Caso ainda se tenha apercebido... vamos repetir: lançamos a nossa própria linha de produtos, porque a nossa marca é tão viva como nós, irreverente, elegante, delicada, uma marca para que possa viver a sua sexualidade como quiser, sem preconceitos, sem tabus, livremente, uma marca para que possa ser a pessoa que quer ser, uma marca cujo objectivo é que as suas relações sexuais sejam sempre satisfatórias. Você merece!

Está a navegar na EroticFeel Portugal desde Estados Unidos e temos um site específico para esse país. A partir desta versão não realizamos envios para Estados Unidos, para isso deverá mudar de versão. Quer continuar a navegar na EroticFeel Portugal ou prefere mudar para o site de Estados Unidos?